van arpels ring fortunate women copy give ground matrimony to a higher degree well-being from sdjisafhshfuk's blog

meos testam efic

Para comparar a eficcia de duas das principais dietas da moda, os irmos replica mother of pearl clover bracelet gmeos britnicos Alexander e Chris Van Tulleken que tambm so mdicos decidiram viver na pele as provaes e os desafios de cardpios extremamente restritivos.

Com o acompanhamento de uma nutricionista, Alexander cortou totalmente os carboidratos (pes, massas, cereais, etc.), enquanto Chris ingeriu uma quantidade mnima de gordura (frituras) durante um ms. Ambos podiam comer quanto quisessem, desde que seguissem risca as limitaes impostas.

O objetivo dos irmos consistia em alcanar um resultado o mais verossmil possvel dos efeitos positivos e copy van cleef and arpels clover bracelet negativos das dietas, uma vez que eliminariam, por serem gmeos, qualquer influncia gentica sobre seus organismos. Eles tambm queriam entender qual delas seria mais eficiente.

A experincia da dupla, de 35 anos, foi tema do documentrio Sugar v Fat ("Acar vs Gordura", em traduo livre) produzido pelo canal BBC 2.

O resultado surpreendeu: Alexander perdeu cerca de cinco quilos, enquanto Chris, que se limitou a ingerir alimentos com menos de 2% de gordura, perdeu um pouco menos.

Por outro lado, apesar de o ponteiro da balana cair, os dois relataram os efeitos devastadores de ambos os regimes.

Alexander, que se alimentou basicamente de carnes, peixes, ovos e queijos, afirmou se cansar muito mais rapidamente, alm de ter perdido o flego nas atividades fsicas.

J seu irmo Chris, que cortou as fake van cleef and arpels gold bracelet gorduras, relatou que nunca se sentia satisfeito e que, frequentemente, se via beliscando petiscos.

Em linhas gerais, Chris teve um desempenho melhor do que Alexander, que demonstrou um cansao ininterrupto e frequentes dores de cabea.

Isso ficou patente em uma competio promovida entre os dois irmos para ver quem ganhava dinheiro mais rpido em um simulador de aes da bolsa.

Ambos comearam com 100 mil de dinheiro virtual. Em uma hora, Chris ganhou quase o triplo de Alexander.

A mesma performance se repetiu durante os treinos fsicos, que envolveram desde alongamentos a sesses exaustivas de spinning. Chris voltou a ter um desempenho consideravelmente superior ao de Alexander.

Apesar de perder mais peso, Alexander conta que tudo foi mais difcil para ele.

Os exames de sangue feitos ao final da experincia tambm refletiram os prejuzos de ambas as dietas para os indivduos.

O de Alexander, que cortou os carboidratos, revelou que parte da energia de que ele necessitava diariamente vinha exclusivamente das protenas no s das refeies quanto tambm dos msculos, uma dos motivos que explicaria o seu cansao endmico.

O exame de Chris, que perdeu menos peso, mostrou um aumento do nvel de acar, o que, a longo prazo, poderia gerar problemas de sade.

ModaRecentemente, milhares de pessoas que sonham com corpos 'sarados' vm testando dietas que preveem consumo zero de carboidratos.

A corrente de mdicos que defende esse tipo de regime afirma que seu segredo est na chamada "sndrome metablica".

O pensamento segue uma lgica simples: carboidratos elevam o nvel de acar no sangue, estimulando o corpo a produzir mais insulina, hormnio produzido no pncreas e responsvel por "quebrar" as molculas de acar.

Porm a substncia tambm tem outro efeito: ela funciona como um gatilho para o corpo converter o acar em gordura e estoc la. Essa gordura mais difcil de perder, pois o organismo entende que s deve consumi la em situaes limite de insuficincia energtica.

O que os mdicos chamam de "sndrome metablica", por sua vez, essa combinao de obesidade abdominal, presso alta e altas taxas de colesterol e gorduras no sangue. Isso faz com que o indivduo tenha maior tendncia a desenvolver diabetes do tipo 2, doenas cardiovasculares, cncer e outros.

Por essa teoria, as calorias dos carboidratos seriam "piores" do que as calorias das gorduras. Em tese, elas facilitariam o ganho de peso e aumentariam as chances de paradas cardacas.

Para esses cientistas, o segredo para a soluo da epidemia de obesidade global seria, portanto, reduzir a ingesto de acar.

O problema, na prtica, a combinao desses dois elementos, dizem eles.

Segundo estudos consultados por Alexander e Chris, a associao de gordura e acar como achocolatados, sorvete ou batatas fritas, por exemplo tm um efeito semelhante ao da cocana no corpo humano.

Previous post     
     Next post
     Blog home

The Wall

No comments
You need to sign in to comment

Post

By sdjisafhshfuk
Added Sep 1

Rate

Your rate:
Total: (0 rates)

Archives